Opinião | Nem Tudo Começa com Um Beijo de Pedro Sousa Pereira e Jorge Araújo

Classificação: 3 estrelas 

Nem Tudo Começa com Um Beijo
Autores: Pedro Sousa Pereira e Jorge Araújo
ISBN: 9789895551088
Edição ou reimpressão: 04-2005
Editor: Oficina do Livro
Páginas: 166
Classificação Temática: Livros em Português | Literatura Juvenil

Nem Tudo Começa com Um Beijo de Pedro Sousa Pereira e Jorge Araújo 
História construída a partir de uma reportagem feita por um dos autores (Jorge Araújo) em Luanda sobre as crianças que vivem nos esgotos, publicada no semanário "O Independente". O livro apresenta-nos o mundo como sendo uma casa, que tem Cave e Sótão. A Cave são os buracos do esgoto que servem de tecto a Fio Maravilha e a todos os outros meninos que não têm para onde ir. Na mesma linha alegórica, o Sótão é a cidade (que fica por cima do chão e por debaixo do céu). Tem basílicas grandiosas, mesquitas com crescentes dourados, pontes que ligam margens e vidas. E prédios com vista sobre a solidão, onde as pessoas se cruzam nos elevadores, dizem 'bom dia', 'boa tarde' mas não se conhecem. É num deles que vive Nuvem Maria, a menina dos cabelos de ouro. Fio Maravilha descobriu a paixão em Nuvem Maria. Mas era um amor impossível. Na Cave, Nuvem Maria não era desejada; no Sótão, Fio Maravilha não tinha futuro. Até que um dia um brutal terramoto destrói tudo e todos mata. Excepto Fio Maravilha. Impossibilitado de regressar à Cave, vagueia pelo Sótão e descobre, no meio dos escombros, Nuvem Maria. Partem de barco. Felizes para sempre. A narrativa é acompanhada por duas dezenas de ilustrações que, através de imagens, contam a história em paralelo. 


A última review literária aqui no blog saiu dia 10 de Maio... Que vergonha! Mas agora vamos lá endireitar a postura e manter este blog activo, tal como ele merece. 

Li este livro era eu uma jovem adolescente. Foi na aula de Língua Portuguesa (sim, a disciplina ainda tinha este nome) que a professora nos apresentou uma lista de livros onde todos tínhamos que escolher um e apresentá-lo. Lembro-me também de o ter feito com mais duas colegas de turma. 

Na altura, adorei a história e o romance que nela se envolvia, mas passados alguns anos a história para mim deixou de ter aquele entusiasmo.
Talvez a fase da adolescência tenha ajudado a gostar da leitura, mas se fosse agora não o voltaria a tocar. 
Não deixa de ser uma leitura agradável para um fim de tarde outonal, uma história de amor juvenil que todas nós gostamos.