Um dia de David Nicholls - Ler faz bem

Classificação: 3 estrelas 

Um Dia
de David Nicholls
ISBN: 9789722631792

Edição ou reimpressão: 07-2010
Editor: Livraria Civilização Editora
Idioma: Português
Dimensões: 158 x 242 x 31 mm
Encadernação: Capa mole
Páginas: 456


Um Dia de David Nicholls 
Dexter e Emma conhecem-se na noite em que acabam os estudos. Cada um podia ter seguido a sua vida mas acabam por se tornar grandes amigos. Um romance que floresce ao passar dos anos mas que acaba por nos dar uma lição de vida.


Fiz asneira. Vi primeiro o filme e só depois li o livro. Acontece que o filme é melhor que o livro. É estranho. Toda a escrita do livro dá a entender que o próprio é um guião. 

A leitura é rápida, a escrita é simples só que há muitos momentos "encher chouriços". Trata-se de um romance que lembra Romeu e Julieta, mas numa versão mais ligeira e cómica. 

O livro tinha tudo para dar certo, mas não deixa de ter um fim bem real. O fim choca, mas choca por uma razão. Os anos passam, as atitudes de ambos são parvas e quando realmente chegam a um consenso, a tragédia dá-se.
O autor quer lembrar ao leitor que a vida é um dia e a oportunidade de hoje pode já não ser a mesma amanhã. 

Ambas as personagens são de extremos e antagónicas mas no fim complementam-se. Dexter não passa de um homem que não quer crescer e que quer alguém ao seu lado que o possa ajudar a fazer as coisas certas da vida. Emma já não é assim, é a típica rapariga certinha que adora romances e que espera que o seu esteja para breve. 

Emma não vive sem Dexter e Dexter não vive sem Emma. Mas como tudo na vida, ambos fazem coisas pelas quais se arrependem e Dexter não é de todo aquilo que aparenta e Emma só quer a sua felicidade, mesmo quando ele a magoa.

Apesar de ser um bom livro, a minha sugestão é ficarem-se pelo filme...

Quando queres dormir mas...


O teu pai mais parece o dono da EDP


A tua mãe entra no quarto e começa aos gritos - Tens roupa para lavar?


O teu irmão acorda 1º e começa toda uma gritaria pois se eu acordo, todos acordam!


A minha vizinha decide usar saltos


E tu nem um ai soltas quando te levantas...

A minha outra identidade - Pedaços da Tim





Começo por revelar que faço parte da plataforma Peachy, pela qual dou o meu nome verdadeiro e não a minha alcunha. Sim vão ficar a saber o meu apelido... um apelido fora do normal. Espero que sigam a plataforma porque foi pensada em vocês. Olhem para ela como se fosse uma Cosmopolitan online.  

Não esperem de mim a minha identidade total por aqui. Jamais irei colocar uma foto minha, só se um dia conhecer a família Aveiro ;) 

Dans la Maison


Dans la Maison aka Dentro de casa
Classificação IMDB - 7,4
2012

Germain é um simples professor de literatura francesa que cai nas histórias que Claude lhe apresenta. Querendo sempre saber mais e mais, Germain pede ao seu aluno que continue a escrever. O segredo está numa família suburbana mas que Germain pensa ser fictícia.

Como é que um professor se deixa enganar pelo aluno, aqui está a resposta. Ficamos sempre com a dúvida e quando a verdade chega, chega ao mesmo tempo ao espectador e ao professor. Claude é um personagem que nos deixa a pensar será ou não verdade? Tem tudo para ser o psicopata, mas não será o professor o verdadeiro psico? 

Sim, é um filme francês. Mas não tenham dúvidas, pois o filme é bom. E já se fala em adapta-lo para o mercado americano... Não têm ideias, vão ao cinema europeu buscar e modificar.