Ler faz bem #6

Classificação:4/10

Ofereci este livro à minha mãe, pois ela quase se pôs de joelhos...E como sempre, comprei-o em Agosto de 2014... Li em Dezembro de 2014... Hoje apresento a minha opinião.... Janeiro de 2015.

"Mãe Coragem" - Paulo Sousa Costa -Confesso que o livro é um pouco "histórias de encantar", mas à medida que se passam capítulos, o relato muda de tom. Esta senhora é uma lutadora. Com apenas 5 anos perdeu a mãe, foi para um orfanato e ainda ganhou uma mádrasta (o acento é de propósito). Casou-se teve filhos e formou o seu clã. Sempre pensou que iria morrer nova como a sua mãe, esse foi sempre o seu medo. Mas como podemos ver, a Sra. Dolores vive ao máximo cada momento. Ela vibra com cada vitória dos filhos e nota-se que é uma pessoa simples. 

Sinopse Wook: Pela primeira vez Dolores Aveiro, a mãe do melhor futebolista do mundo, abre o seu coração e fala da sua vida, das muitas dificuldades que passou e da forma decidida como sempre educou os seus filhos.
Criada num orfanato, Dolores Aveiro passou, na sua vida por muitas dificuldades. Decidiu enfrentá-las com determinação e muito trabalho. Lutou, emigrou, fez tudo o que pôde mas parecia não ser suficiente. Mas quando a falta de recursos estava já a atingir um limite perigoso, Dolores engravidou novamente, de uma criança que iria mudar o rumo de todos.
A morte da mãe na infância, a violência familiar, o nascimento dos filhos, a dor da emigração, as decisões difíceis para alimentar o sonho de Ronaldo, a luta contra um cancro e o seu papel de avó, tudo num relato exclusivo conduzido por Paulo Sousa Costa.
Um relato inédito de uma mulher que criou uma família unida pelo amor. A prova de que devemos sempre acreditar no futuro, mesmo quando os dias são negros e injustos.

Classificação:8/10

Obrigada à Pipa que me deu este livro como prenda de anos. Mais um livro de John Green na minha colecção, é o 4º e de certeza que não será o último. Estando eu à espera de um final, tantantan, ora fiquei de boca aberta. Ri e chorei com este livro. Curiosas? Podem sempre esperar pelo filme...

Cidades de Papel - John Green - Quentin Jacobsen: estudioso, mantêm-se longe de qualquer tipo de problemas. 
Margo Roth Spiegelman: misteriosa, popular e cheia de ideias e estratagemas. Vizinhos desde sempre, amigos em tempos e um acontecimento marcante. 
Numa noite Margo Roth Spiegelman surge no parapeito da janela de Quentin, ambos partem à procura de vingança. Depois de uma noite memorável e tão fora de série, a amizade renasce. No dia a seguir, Margo Roth Spiegelman desaparece e deixa Quentin irrequieto. Quentin juntamente com os amigos Radar, Ben e Lacey tentam perceber as peripécias de Margo Roth Spiegelman. 

Sinopse Wook: Quentin Jacobsen e Margo Roth Spiegelman são vizinhos e amigos de infância, mas há vários anos que não convivem de perto. Agora que se reencontraram, as velhas cumplicidades são reavivadas, e Margot consegue convencer Quentin a segui-la num engenhoso esquema de vingança. Mas Margot, sempre misteriosa, desaparece inesperadamente, deixando a Quentin uma série de elaboradas pistas que ele terá de descodificar se quiser alguma vez voltar a vê-la. Mas quanto mais perto Quentin está de a encontrar, mais se apercebe de que desconhece quem é verdadeiramente a enigmática Margot.
Cidades de Papel é um romance entusiasmante, sobre a liberdade, o amor e o fim da adolescência.

5 comentários:

Ana Rita disse...

Também tenho esse livro do Green mas ainda não o li!

NOR Melo disse...

Não fazia a mínima da história dela, realmente é mesmo uma grande mulher!

P' disse...

Quero muito ler o do John Green, quando à da D. Dolores não sei se me convenceu eheh

Sofia disse...

Ia perguntar se o livro da dona Dolores valia alguma coisa mas depois vi a classificação...

Cecília Pinto disse...

Quero muito ler um livro do John Green, nunca li nenhum (shame on me !)

beijinhos*
Branca de Neve e os Sete Batons

Página do Facebook do Blog