Nós fazemos escolhas e eu escolhi saúde - Bons vícios #31

Faz hoje 3 anos que entrei no ginásio. 
Porque o fiz? Por motivos de saúde.


Quando comecei o ginásio só ia a Pilates, não fazia mais nada. O médico disse nada de pulos e de correrias e assim o fiz. Durante algum tempo as dores ainda cá estavam mas passado 6 meses comecei a sentir diferenças. Vou e venho a pé do ginásio. O trajecto tem cerca de 5 km (ir e vir), ao início demorava mais de 40 minutos, pois as dores apareciam e eu não aguentava. Agora, faço o trajecto em 15 minutos sem parar o que é uma grande vitória. Talvez ganhe coragem e comece a correr, je dis ça je dis rien.

Então e durante estes 3 anos quais foram as grandes diferenças? Já consigo pular sem soltar um ai e sem que no dia a seguir fique cheia de dores de costas. Há muito que não me sentia assim. Vou a todas as aulas, faço 2 aulas por dia. Fico cansada? Nem por isso. Com dores? Só musculares. 

São estas pequenas vitórias que me deixam feliz. De pilates para 2 aulas por dia é muita coisa, pelo menos eu acho.


E já emagreceste alguma coisa? Por uns tempos consegui perder peso e cintura, mas depois estagnei. Nesta última consulta, a nutricionista foi mais radical e prometi a mim mesma que era desta que seguia o plano à risca. 
Não é fácil, estou desempregada e os nervos apoderam-se de mim mas sei que com o tempo vou conseguir. 
Sempre gostei de comer, mas neste momento estou a fazer pequenas alterações. A água está sempre comigo, o sal foi de férias e a minha relação com o açúcar terminou. É difícil, é muito difícil. Os hábitos vão-se mudando com o tempo, mas não são impossíveis. 
Quando vou às compras vejo sempre as opções mais saudáveis e tento ao máximo ficar por ai. É claro que de vez em quando um chocolate aparece no carrinho, no meu é o chocolate preto. A altura que me é mais difícil é na semana antes de vir a menstruação, é normal em todas as mulheres. Se houver porcarias em casa, a Tim não resiste, ou seja, faço uma asneirada da grande. Sim, estou a admitir perante esta blogosfera. 



Com que então estás desempregada mas andas num ginásio?
Nós fazemos escolhas e eu escolhi saúde. Não fumo, não bebo entre outras coisas que acho desnecessárias. Se vocês fizerem as contas, andar num ginásio não é caro. Ora vejam - O preço médio de 1 maço de tabaco é de 4€, se fumarem um todos os dias no fim da semana gastaram cerca de 28€ no fim do mês são 120€. A mensalidade não chega aos 50€. Então e agora? 


Para terminar em grande este post desnecessário, mas que acho que já fazia falta aqui no blogue vou falar das moças que por lá andam. A Raquel é a minha compincha, ela chateia-me à brava para ir às aulas e ainda bem. Com o ginásio ganhei uma amiga fit. Devo falar das instrutoras? Hum... Não posso falar mal delas porque de certeza que vão ler isto. Temos uma moça logo à entrada que está sempre com um sorriso na cara e outra que corre de um lado para o outro e depois temos outra que puxa por nós e só pára quando estamos partidas. Mas também temos os opostos, uma tem uma energia do caraças, a outra é zen. 
A elas agradeço a paciência e a motivação.

Alguma dúvida?

2 comentários:

ℒiℓiαnα☆ disse...

Também comprei essa granola da fitness, excelente misturada com iogurte grego *_*

Karina sem acento disse...

Quando andei no nutricionista, numa das consultas cheguei lá e fui sincera: naquela semana tinha tido três aniversário e comido um pouco de bolo em cada um. Lá me pesei e, para supresa minha, tinha perdido mais peso daquela vez do que era habitual. E aí ele disse-me: não faz mal nenhum de vez em quando comer um bolo, um gelado, umas batatas fritas porque agora sabes o que tens de fazer para compensar. Não que eu comesse mal ou só porcaria, mas comia basicamente só duas vezes por dia, ao almoço e ao jantar. Ou seja, quando comia, comia muito.

De início custa sempre mudar certos hábitos mas depois, quando se começa a ver os resultados, dá motivação para continuar :)