Edith Piaf


Se fosse viva faria hoje 100 anos.


Diz ela que a vida para ser vivida é preciso amar, e ela lá tinha as suas razões. De "La vie en rose" a "Non, Je ne regrette rien", é impossível não conhecerem Piaf. Dos vícios ao amor, ela demonstra a sua grande força. Foi através da música que ultrapassou as suas grandes perdas... E não só.
Podia escrever muito sobre ela, pois ela é uma das minhas cantoras preferidas. Sim, a Tim gosta de Edith Piaf. Em vez de escrever, vou dar-vos um conselho. Aproveitem o domingo para ver "La vie en rose". A Marion Cotillard está irreconhecível e sem dúvida que mereceu o Óscar.



6 comentários:

Maria do Mundo disse...

Também gosto daquilo que conheço dela. Que não é muito.

esperto que nem um alho disse...

Já "piafou" há muito tempo. lol

Amy ☮ disse...

já ando para ver o filme há taaaanto tempo!

r: obrigada :D

Jessy Silva disse...

Excelente mesmo :))

-H disse...

gosto imenso

Dora disse...

Fui ver este filme assim que saiu e tocou-me imenso. Foi o grande papel da Marion, bom, bom, bom!