Eu e as pessoas


Sei que por vezes sou bruta, sei que  por vezes mando respostas ingratas, mas já pensaram no porque? Quando faço algo novo, fora no meu ambiente seguro, existe sempre alguém que repara e manda logo as boquinhas. Se visto algo fora do meu hábito (não de freira ok?) começam logo: AI! Tão linda que ela está. Se uso make up: Tás tão gira. não percebo porque não o fazes todos os dias. Ou melhor usar saltos: Tás mais alta, devias de vir assim todos os dias.
Uma coisa são elogios outra é abusos... ok tudo bem, agradeço bastante que notem as diferenças, mas não é preciso gritar, espalhar a palavra ou sequer chamar nomes. E sim, eu não gosto de elogios, tenho muitos motivos para ter as minhas desconfianças, principalmente de certas pessoas, mas são desconfianças maléficas. Eu e os elogios nunca nos demos bem, cada vez que alguém dizia algo o riso maléfico vinha atrás, mas isso são outras histórias vividas no liceu. Por isso deixo aqui o recado dado, elogios só quando forem sinceros e ditos em particular, porque de resto passam a lado.