30.04.2007





Estamos no ano de 2004. Tinha 14 anos e na altura não tinha Internet em casa. Acabei por engraçar pelo rapaz através da MCM. Fui conhecendo a sua história. Fui ouvindo a sua música. Quando a minha amiga foi a França, pedi-lhe se me podia trazer o cd. A moça não quis acreditar na alegria que me acabara de dar, ao entregar-me o seu primeiro álbum - Je deviens moi. Ainda me lembro como estava vestida e o que estava a jantar... Guardo essas memórias parvas.
Guardei o cd religiosamente. Ouvia-o vezes sem conta. Melhorei o meu francês graças a ele. As minhas escapadelas internauticas à biblioteca davam-se nos intervalos da escola, queria estar a par de tudo.
Assim foi durante 2 anos. Muita coisa mudou. Os amigos mudaram, tal como a escola. Vivia tempos felizes e mais feliz era quando outro single surgia. 
Dia 30 de Abril de 2007 a MCM passava um especial só com músicas dele - Top Legend - o que eu estava feliz da vida. Ingénua ao alto nível, aquilo já era um especial de memória, mas a internet ainda era uma coisa que não abundava por aqui. 
Andei feliz nessa semana até ao dia 04 de Maio. Faltavam 10 minutos para a aula prática de Macs quando a F' veio ter comigo. Perguntou se podia falar comigo à parte. Preciso que te acalmes, mas vais ter de ter muita força. O teu cantor faleceu na segunda. Eu só lhe respondo, tu estás a gozar. O rapaz vai lançar um disco novo, vi há dias na Internet. 
As lágrimas já corriam e a F' só teve tempo de me abraçar. Não me recordo da aula, mas sei que fiquei a um canto e que a F' só me disse - vais ficar aqui quieta, vais chorar à vontade e nem sequer vais fazer o trabalho, eu faço-o por ti, pois sei o que é perder um ídolo. Ela já conhecia a dor, pois o seu ídolo tinha morrido no ano anterior. 
Chorei até me doerem os olhos, e acreditem não é de todo agradável. Durante algum tempo andei em baixo, mas as minhas amigas tentavam animar-me, a Tim surgiu assim, de uma brincadeira em 2007. Acabei por ter Internet em casa em Junho do mesmo ano, e saquei tudo o que podia dele. Músicas, vídeos e artigos. Conheci melhor a sua doença e vi crescer a associação.

Perder um ídolo pode parecer estúpido, mas sem darmos conta é neles que depositamos a nossa força e a nossa admiração. Nunca, jamais em tempo algum gozem com os ídolos dos outros, sejam eles quem forem. Todos temos um. O meu era e é o GL. Esta é a minha história. Faz hoje 10 anos que Grégory Lemarchal morreu. E com ele, morreu uma parte de mim. 



A MCM acabou por deixar de passar os seus videoclips mas de vez enquanto lá passa um, e eu sinto-me novamente com 16 anos. Jovem, inocente mas sobretudo cheia de esperança.

6 comentários:

Cátia Rodrigues disse...

É sempre tão triste perdermos um grande ídolo :(

THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

Anónimo disse...

"...vi à dias na internet...", não querias dizer há dias?
"nem se quer...", não querias dizer sequer?
Para uma pessoa que passa o tempo a afirmar "ler faz bem" dás erros graves. Peço desculpa por tocar neste assunto num post tão emotivo para ti, mas quem escreve para o público tem obrigação de o fazer como deve ser.
Não quero ser um anónimo mauzinho (neste caso anónima) e por isso deixo beijinhos, Tim :)

Tim disse...

Obrigada pela correcção mas quem nunca deu um erro que atire a 1ª pedra. Nunca afirmei ser um "exemplo" sou a primeira a afirmar que escrevo mal, mas só lê quem quer. Os erros estão corrigidos e obrigada uma vez mais.

Anónimo disse...

Não tens que agradecer. E sim, todos cometemos erros, mas há erros básicos que alguém que lê e escreve tanto, não devia cometer.
E tens razão novamente quando dizes que só lê quem quer. E eu neste momento deixei de querer. Porque um erro gramatical até relevo, mas falta de humildade não.

Pedro Felizardo disse...

Mas quem é você, minha cara anónima para ofender uma pessoa, que provavelmente, faz mais num dia do que você em uma semana, você não conhece a pessoa para estar a criticá-la desta maneira, provavelmente, a tim enquanto estava a escrever este post, estava mais desanimada ou cansada, e como consequência, não notou os erros, portanto, não tem nada que falar que errou, aliás, eu muitas vezes vejo o jornal das 8, vejo a Judite de Sousa a enganar-se, mas eu não lhe mando e-mails a dizer que a enganou. Beijinhos cara anónima. Ps:peço desculpa por algum erro que tenha cometido

Carina Pereira disse...

Wow, eu vim aqui comentar e vi a secção de comentários, que mau. Há pessoal que - sem surpresa - nem sequer dá a cara, e que deve ter um prazer especial em chatear os outros... Não só numa publicação com o tema que é, como na forma de corrigir-te. Que falta de sensibilidade.

Não consigo imaginar como é perder alguém que nos diz tanto, felizmente nunca perdi um ídolo, mas entendo perfeitamente as tuas emoções. Força aí, Tim.