Pedaços da Tim - 2016


Gosto de reler todos os posts que escrevi do ano que passou. É bom relembrar pois foram os meus 25 anos. Foi o ano que aprendi mais. O ano em que mudei certas atitudes. O ano que quis superar medos e que disse - AGORA OU NUNCA! Tudo o que me faz mal deixei em 2015 e só trouxe para 2016 aquilo que me faz falta. 


Se tiver que escolher uma palavra para caracterizar o ano de 2016 será certamente Amizade. Nunca é tarde para fazermos novas amizades e a Raquel provou-me que é uma pessoa de confiança. A Izzie foi daquelas amigas que puxou sempre por mim e que me disse sempre para não desistir. Recebi o meu chapéu amarelo, graças à Nádia, que apesar de estar ocupada gosta de me surpreender. Com a Filipa posso sempre contar para um bom lanche e graças à Bia conheci o homem da minha vida - D. Dinis. 


Decidi logo no início que deixaria a inveja de lado e que viria o mundo como um todo, pois todos nós vamos com a mão ao... Perceberam, certo? Pilates tem-me ajudado imenso a manter a calma e percebi que quando estou prestes a explodir, os exercícios respiratórios ajudam imenso. Foram precisos 25 anos para começar a dizer umas belas verdades e mostrar a certas pessoas que eu também tenho vida e fazer vontades já não é a minha cena. Já lá vai o tempo em que a Tim comia e calava... Para não falar das coisas que inventam aqui na santa terrinha, acham mesmo que ligo a isso? Tenho uma vida para viver e tenho que a aproveitar.


Descobri o livro que viria a revelar-se o livro mais bombástico - La femme parfaite est une connasse - Este livro veio mostrar que nós mulheres, somos um ser único e que temos de viver com as nossas imperfeições. Li a Saga Divergente que revelou em mim uma raiva literária que jamais tinha sentido, foi a pior coisa que alguma vez li. Afonso Cruz foi o autor que me deixou sem ar. Completei a família e ainda adquiri as minhas bd's... Percebi que não sou dada a prazos como também a maratonas. Quero ler por prazer e não por obrigação, aqui está um objectivo para 2017.


A nível de #Bonsvícios experimentei Sbarre e fiz a minha semana vegetariana que revelou uma ajuda na minha decisão de deixar de comer carnes vermelhas. Tomei consciência que o meu corpo precisava de uma mudança radical e assim decidi retirar os hidratos ao jantar e juntei ainda mais vegetais aos meus pratos principais. Participei num Peddy Paper e fiz ainda mais Pilates. Fiz caminhadas que me mostraram novos lugares para explorar. E querem saber uma coisa? Perdi peso sem querer e o meu perímetro abdominal diminuiu 10 cm, o que me permite vestir o 40. Ganhei uma companheira de ginásio que me faz querer ir mais e perder mais.


2016 será também o ano em que jamais acreditaria que a nossa selecção pudesse vencer o Euro. Será o ano em que sai à rua de vestido. O ano em que conheci uma nova festa. O ano em que perdi o meu tio e que tive a experiência de um Natal com menos uma pessoa à mesa. Experimentei sushi e fiz um bolo de anos. Vivi estes 25 anos como se fossem uma aventura. Experimentei novos sabores e novos estilos literários. Decidi sair da casca, decidi que estava na hora. Foram precisos 25 anos para perceber o que quero da minha vida.

4 comentários:

Beatriz Sousa disse...

Espero que 2017 seja um ano que encha de felicidade, saúde e amigos :D

Melanie Moreira disse...

Espero que 2017 seja ainda melhor!

Há Q&A no blog, faz a tua pergunta! É o último dia.
Feliz ano novo!!
Beijinhos
That Girl

Minnie Me disse...

Foi um bom ano 2016 para ti :) que 2017 seja melhor :) um beijinho

Maria do Mundo disse...

2017 cheio de tranquilidade e coisas boas. Cá estou para te ler.