Cartas de amor, quem as não tem?


A carteira sabe o meu segredo. Cada vez que traz um pacote pergunta sempre o que lá vai dentro, e eu mostro. Numa das situações revelou-me que há um jovem que recebe cartas com autocolantes e que até a perfume cheiram. Quem diria, nos dias de hoje receber cartas. Disse também que esse jovem envia cartas à sua amada, pois a própria carteira também as entrega. 
Entretanto a moça foi para a Suíça, disse a carteira, mas continuam a trocar cartas de amor. 

Estamos em 2015 e há quem perca tempo a escrever cartas, há lá coisa mais romântica! Nunca recebi cartas de teor romântico, mas não perco a esperança de um dia abrir a caixa e lá ter uma. Sou uma sonhadora, que hei-de eu fazer. Os homens são seres raros que por vezes nos surpreendem com pequenos gestos, depois há aqueles que vivem das aparências e que nos atiram areia para os olhos. Voltando ao assunto das cartas, quem já recebeu uma que se acuse.

Ainda há cavalheiros por ai, por isso não percam a esperança. 


Sim, a carteira sabe quem é a Tim...

9 comentários:

Maria do Mundo disse...

Eu ainda recebi e escrevi algumas. E adoro receber e escrever postais com mensagens e depois escritos por mim.

Marisa Maria disse...

ooh também quero alguém me escreva cartas. Mas sem erros, se der erros não vale a pena tentar

esperto que nem um alho disse...

Olha, eu nunca recebi nenhuma porque quando estava longe ainda não namorava a "esperta". Éramos só "amigos chegados" eheh.
Mas escrevi algumas cartas de amor. Para falar verdade, eram mais cartas a pedir namoro e não eram para mim. Como eu tinha jeito para escrever, os amigos e colegas quando queriam pedir namoro às miúdas, pediam-me que lhes escrevesse as cartas. ahahah
Uma vez fomos numa excursão à Serra da Estrela e descobrimos que na Covilhã se convidavam as miúdas para andar nos carrinhos de choque como aqui se convidavam para dançar. Então aquilo foi andar de carrinhos de choque até altas horas da noite (nem meia noite era eheheh). Éramos três amigos e cada um arranjou um par e quando voltámos a Lisboa, tive que escrever as cartas todas. É claro que as miúdas toparam logo que aquilo era conversa da treta e nunca responderam aos pedidos de namoro. eheheheh

Clara Bóia disse...

Pois, eu não tenho! :'(

Dora disse...

Não recebo uma carta há tantos, tantos anos...

São disse...

Escrevi e recebi muitas... Só guardo as do meu marido, que não são muitas (já havia telemóveis!!)

Maria Francisca disse...

pois olhe, também nunca recebi uma única carta de amor! nem um bilhetinho tampouco!

Catarina Gomes disse...

que coisa fofa :)

Cláudia S. Reis disse...

Pelo correio em si nunca recebi nenhuma. Mas tanto o meu ex como o meu actual me escreveram bastantes cartas de amor. Hoje já só tenho as do meu actual.