2013

Antes de mais, desejo-vos boas entradas aproveitem este ano, porque para o ano não se sabe como é que este país está, mas pensamento positivo. 


Desejos para 2013... saúde principalmente, porque 2012 mostrou-me que o resto é complementar. 

P.s: Ir às compras é bom, mau é quando estamos com o nosso pai e ouvimos uma rapariga a dizer para o namorado - Amor... logo à noite quero levar com ele bem forte. Ah para não esquecer que tinha lubrificante e preservativos na mão. 

Voltei e agora?

Olá! Olá!
Voltei da Santa terrinha cheia de vontade de vos contar qual é a surpresa.... um rufar de tambores sff... preparados?Let's go...


Vou criar uma rádio online. Satisfeitos? Gostaram? Prometo muito ritmo,  devaneios parvos, e rubricas fora do comum.  
Já sei que a minha voz é uma coisa de outro mundo.  
Como sei que vocês gostam de partilhar as vossas opiniões, preciso de um nome para a rádio, querem sugerir alguma coisa?
  







Espero que tenham um Bom Natal, cheio de doces e prendinhas, mas dentro dos possíveis tá bem? 
Vou para Trás os montes, como é hábito, matar saudades e talvez traga novidades. 2012 foi um ano muito difícil, mas não foram essas dificuldades que me deitaram abaixo. Tenham cuidado com os doces e agasalhem-se bem. 

The Robin


Se vocês são fanáticas por How i met your mother, por favor digam-me o que acharam do último episódio? 
A minha prima Amanda acabou de me enviar alguns videos desta rapariga americana e agora como boa samaritana partilho-os com vocês. Enjoy. 




Preciso de um empurrãozinho. 

O novo membro


Apresento-vos o Pateta,  o cão que gosta de atacadores e pantufas. 

P.s: Não sou compositora, não são podcast's, mas já estão próximas.

Mais pistas


Gravar um cd? Ir a um backstage? Conhecer um cantor? Nada disso, se vocês me ouvissem a cantar... nem vamos por ai, não vale a pena. Backstage? Nem era mau de todo, mas também não é. Outra pista... as palavras ganham vida.

Mon retour


Olá, sim estou de volta, ou seja, a surpresa está quase a ser revelada. Vocês querem pistas? Aqui vai... envolve música... o que será, o que será?
 Tentem adivinhar??

A procura continua

Desde que o meu computador deu as últimas, virei-me para o que tinha mais à mão, ou seja, o Magalhães do miúdo. Hoje voltei à worten para ver as promoções que lá haviam. Gostei de uns quantos portáteis, mas o amor não foi correspondido, neste caso o valor monetário. Lá encontrei dois e perguntei se estariam disponíveis para compra, o rapaz lá foi ver se estavam em armazém. Pois sorte marreca, não haviam, o que mais me chateia nestas situações é o facto dos portáteis estarem lá expostos e terem a placa a dizer disponível, mas que na realidade não estão. A procura continua.... e a surpresa atrasa-se 
O meu computador avariou e não há arranjo possível, ou seja, vou ter que escrever no Magalhães do meu irmão. Espero que sejam pacientes pela surpresa que vem ai... sim uma grande surpresa vem ai... 
Não gosto de fazer anos, sinto-me sempre melancólica....

E se...

a Tim ganha-se voz?

Aqui a mau feitio vai

- Ter um cão - a uma entrevista de emprego - ter um jantar com desconhecidos - fazer anos - cortar o cabelo - ter com as amigas da faculdade - ter um bolo com a Cadance do Phineas e Ferb - fazer dieta - sair à noite - acordar tarde - passar tardes a ver as suas séries preferidas - ter paciência quando estiver com o panhonha - sorrir -  esperar uma semana para ver o filme Les Bien Aimes - fazer uma maratona de Back to the Future - entre outras coisas...  









Tim... a mau feitio?

Rescaldo da noite


Adorei, a noite foi divertida e as minhas pernas são testemunhas das boas músicas que por lá passaram. Comi pela primeira vez ervilhas com ovos escalfados, vi raparigas com vestidos que mais pareciam cortinados e pela primeira vez sai sem gastar um único tostão. Gostei da companhia, adoro aquelas miúdas. 

Hoje vou sair

A última vez que sai foi em Julho com uns amigos na esperança de celebrar a nossa licenciatura, mas o que na realidade aconteceu, foi tudo e mais alguma coisa, menos o que era pretendido. Nunca gostei de sair à noite, e não é agora que vou começar a gostar.
Gostava de perceber qual é a piada de ver um amigo podre de bêbado e fazer as piores figuras, e em vez de ajudarem ainda se riem das figuras. Gosto de beber um café e falar... gosto de estar em locais calmos e em locais onde se possa conviver decentemente. Desculpem lá se pareço uma velha a falar, mas gosto de conviver e não de fazer figuras. Mas hoje vou sair, vou soltar a franga... porque uma das minhas grandes amigas faz anos, e o que se faz pelos amigos?  Tudo, certo?

Entrevista de emprego


O pânico era tal que pedi à minha mãe se me podia acompanhar à entrevista, e é sempre bom ter algum apoio maternal, para não dizer que ela apoia-me muito.
Entrei na sala de espera e preenchi uma folha com os meus dados e lá esperei que me chamassem. 
A senhora veio à porta, disse o meu nome e lá fui eu com o pânico às costas. Sentei-me, tal como ela me pediu e começou a falar. Falou da empresa, dos horários e depois lá fez algumas perguntas. Olhei para a parede e deu conta de um quadro que lá estava pendurado, uma paisagem de Paris à noite. Posso dizer que a imagem acalmo-me mas mesmo assim o trabalho não era bem o que vinha no site da empresa. A empresa pedia pessoas para promoção de eventos, mas na realidade o que queriam era pessoas para vender de porta em porta. Recusei a proposta educadamente e lá me fui embora.
Apesar deste contratempo, não vou parar de procurar um emprego.

Pânico!

Amanhã vou à minha primeira entrevista de emprego. 
Merda! Estou a panicar! 

Outubro


Deve ser aquele mês pelo qual espero todo o ano, e não é por fazer anos em Outubro, mas sim por outras razões. Os dias começam a ficar frios, o sofá torna-se mais acolhedor, os chã e chocolates quentes tornam-se nossos aliados. Estar na cama e ouvir a chuva a cair é uma sensação do caraças... ver filmes nos acolhedores lençóis e as séries abrem esta nova estação com inícios um pouco estúpidos. Jogar PSP enquanto espero que o episódio de 2BrokeGirls descarregue.  Ai Outubro, sabes tão bem.


um à parte: A SÉRIO! Mas o que é que se passa com a anatomia de Grey... A SÉRIO!

O vício já começa


Mais alguém vibra com a série?

Estar em casa já cansa


  
   A procura de emprego tem sido mais difícil do que eu pensava, devo ter colocado a fasquia bem alta e agora... agora tenho que me sujeitar a tudo. A minha vontade de emigrar está a aumentar de dia para dia, e sendo eu filha de ex- emigrantes,a minha vontade ainda é maior. Estou farta de estar em casa, os momentos que saio são para ir buscar o meu irmão, mas mesmo assim não chega. Para alguns dos meus colegas a faculdade já começou, mas para alguns amigos próximos, o tema é mestrados. Não querendo incomodar ninguém fico no meu doce lar a ver a Casa dos Segredos. O meu aborrecimento é tanto que o canal 10 deve ser aquele que mais vejo neste momento. Mas mudando de tema, mas para qual tema? Estou a tornar-me numa dona de casa a olhos vistos, para não falar das tarefas domésticas que todos os dias faço... por este andar torno-me uma pro e começo a trabalhar nas limpezas. 
Ai vida! Estar em casa tempo a mais, está a dar comigo em doida!

Voltei


Acabei de chegar a casa e  começo a perceber que não vou voltar à faculdade e que tenho de procurar um emprego ou um estágio. Agora sim, vou entrar em pânico.

Já fui, já vim e ainda vou




Passei o fim de semana na terrinha e digo-vos que renovei as energias, pois bem andava a precisar. Apesar de ter sido só dois dias, as férias ainda agora vão começar. No próximo sábado vou para a praia quer dizer, vamos. Durante 10 dias não haverá idas ao hospital, o que é optimo, mas depois... depois é a procura do "dito" emprego. Ah... e começar a fazer dieta porque estás férias foram um desastre, alguma de vocês quer me dar algumas dicas? 

Pequenas coisas que me fazem sorrir 1#


Graças à Nádia, todos os dias acordo a vê-la. 

Teoria da conspiração " Ser solteira"



Ser solteira é ver filmes cheios de romance e ter a esperança de um dia poder encontrar alguém como nos filmes. É ser questionada por vários familiares, o porque de não ter namorado. Quando se é solteira está-se sempre a ouvir, "uma rapariga como tu deve ter muitos pretendentes". Uma solteira tenta combinar com as amigas um café, mas nem sempre estão disponíveis, pois o seu estado civil não corresponde ao da solteira. Ser solteira é sinónimo de sair e conhecer falhados, ou então, de estar sentada numa discoteca a guardar malas, porque não tem com quem dançar. A solteira está encarregada de ouvir todos os desassossego das outras, porque caso contrário quem o fará? A solteira aprende com os erros das outras e dá conselhos desses mesmos erros de outras amigas. A solteira pode não conhecer a prática mas no entanto anda a estudar a teoria. A solteira é a melhor amiga da casada, pois a quem mais ela iria recorrer a não ser a uma jovem com uma casa só para ela? 

Mas... ser solteira é ser livre das preocupações do outro, não é obrigada a desmarcar os seus planos e trocar as amigas por ele. A solteira pode ter a casa só para ela e pode também marcar jantares e pijamas party's (todas devemos de fazer uma).  A solteira pode passear sem dar justificações, pode gastar o dinheiro com prendas para ela mesma. A solteira tem "o" poder do comando. A solteira dá bons conselhos, nem que seja, "Sabes como se resolve isso? Com álcool... ou gelado... ou os dois". 

No entanto, ser solteira pode ser sinónimo de solidão e de egoísmo... ou.... aventureira e independente.

Por isso, deixem-nos sonhar e ser felizes, porque ser solteiro é bom... mas ter a companhia das amigas ainda é melhor. 


House é a série que me tira do sério.

Tem a sua piada...


logo decidi partilhar com vocês. 

Enquanto posso e me deixam


Vou vendo as irmãs mais hilariantes... e algumas séries que tenho aqui postas de parte


Este tempo é ridículo.. mas aqui a je só tem férias só no fim de Agosto e principio de Setembro. 

A verdade é esta



Fiquei sem internet durante estes dias, mas prometo voltar em força. O computador pode fazer das suas, mas jamais me afastará do cantinho.
Em relação ao post anterior, a verdade é esta, ele deu-me o número dele mas apaguei... porque? Não é com uma simples conversa que me leva a acreditar que ele está assim tão interessado.  Possivelmente fiz mal, mas caso o volte a ver em Setembro para as inscrições dos cursos nocturos talvez, mas só talvez... porque dores de cabeça, já tenho muitas. Digam lá de vossa justiça

Querido devaneio




Tal coisa nunca me tinha acontecido, mas não perco a oportunidade de te contar.
 Hà uns dias atrás, fui ao meu antigo liceu na esperança de conseguir inscrever a minha mãe  num curso pós-laboral para terminar o 9º ano. Dirigi-me até à secretária e depois lá estive à porta do director para conseguir falar com ele sobre a situação, a mãe entretanto chegou e sentei-me no sofá, naquele que deixa muitas saudades e saquei do telemóvel. 
Sem dar conta, senta-se um rapaz com boa aparência e começa a meter conversa comigo. Se bem  me conheces, sabes qual foi o meu 1º pensamento... mas este gajo bate mal? ou simplesmente simpático? Não fui mal-educada e dei-lhe trela, durante 10 minutos falamos de cursos, empregos, de tudo um pouco... até ao momento em que fui chamada e o rapaz como pensou que a nossa conversa iria dar algo mais lá me deu o número de telemóvel...e tu devaneio se bem me conheces o que terei feito?

Pressa para crescer... ou não?




Mito ou realidade? Quando temos os nossos 12 anos, lá estamos nós sempre a sonhar e a desejar ter os 18, mas para que? 
- Aprender a conduzir e desejar um carro só nosso? 
- Poder beber tudo até cair para o lado? 
- Entrar em discotecas e sair de lá completamente indecente?
- Para enfrentarmos os nossos problemas de cabeça erguida? 
- Para começarmos a sair e vir às tantas?
Quem precisa de álcool para se divertir, é alguém que não possui grande inteligência... pois caso contrário iria conhecer outras manobras de diversão.


Quando finalmente fazemos os 18, muda alguma coisa? Sim, muda tudo... mas os sentimentos são os mesmos, para quê dizer que estamos mais adultas. Não é de um dia para o outro que isso acontece. No entanto, os jovens de hoje acham que só precisam de 24horas para se tornarem adultos. Ao longo de toda a nossa vida somos confrontados com decisões, não são os dezoito anos que nos vão ajudar a tomar decisões. 
Com apenas 14 anos temos de saber que curso no liceu queremos seguir, somos postos à prova muito jovens, será a altura certa? Lembro-me de estar na dúvida... e de estar com medo de errar, acontece que fui para o curso de Tecnologias. Estive um ano cheia de dúvidas, e quando cheguei ao fim do 10º ano lá estava eu a pedir transferência para Humanidades. Não me arrependo, o que tinha que ser...foi...


Ao 17/18 anos temos outra decisão em mãos... a escolha da faculdade e o curso dos nossos sonhos. Aqui a escolha até possui as suas ajudas, os amigos contribuem, fazes visitas com eles... o animo é outro se é que percebem..


Acabamos o curso já com 20/21 e no fim... o que nos resta? Tomar mais decisões, mas nada se compara a estas... sim, à medida que a idade aumenta as decisões são cada vez mais importantes e cada vez mais vão influenciar a nossa vida. 
Para aqueles que têm pressa de crescer... estejam quietos... cada coisa no seu tempo sim? 

Não me sai da cabeça


Olha lá
Já se passaram alguns anos
Nem sequer vinhas nos meus planos
Saíste-me a sorte grande
E eu cá vou
Usando os louros deste achado
Contigo de braço dado
Para todo o lado
Eu vou até morrer
Ser teu se me quiseres
Agarrado a ti
Vou sem hesitar
E se o chão desabar
Que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti
Meu amor
A roda da lotaria
Que é coisa escorregadia
Saíste-me a sorte grande
E eu cá vou
À minha sorte abandonado
Contigo de braço dado
Para todo o lado
Eu vou até morrer
Ser teu se me quiseres
Agarrado a ti
Vou sem hesitar
E se o chão desabar
Que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti
Vou sem hesitar
E se o chão desabar
Que nos leve aos dois
Vou agarrado a ti
Vou agarrado a ti
Vou agarrado a ti

É isso... é o mestrado



Um dos assuntos que mais tenho debatido com os meus colegas é a questão de mestrados. O medo é igual para todos, a palavra desemprego não faz parte do nosso vocabulário. Mas haverá alguém ainda com cabeça para estudar mais? Foram 3 anos de estudo intenso, quase sem férias... para não falar de problemas pessoais, não tenho cabeça para nada.
Já enviei currículos na esperança de encontrar um part-time e poupar alguns trocos. Outro assunto que está nas entrelinhas das nossas conversas é a questão da emigração. Uma colega vai já no próximo mês para Inglaterra, mas não é a única a fazer as malas. Lá fora há mais hipóteses de emprego, e as ofertas são mais atractivas, mas "nós" cá ficamos a tirar mestrados, na esperança que vai ser isso que nos vai dar emprego. 
Acredito que não é a estudar que vou conseguir deixar de ser recém-desempregada,  mas sim arranjar experiência em vários empregos part-time, caso contrário, a ideia de emigrar não me mete medo. 
Os tempos que correm não são de grandes marés, mas mesmo assim temos que nos sujeitar... na esperança de um dia, termos o nosso emprego de sonho, pronto...vamos ser realistas... um emprego que nos ajude a pagar as contas e que sobre algum para podermos usufruir de regalias, porque nós sonhadores, merecemos. 
Mas tenham calma... não estou a dizer para não tirarem mestrados, até é bom, reforça os nossos estudos, mas pensem! Se o nosso país não tem dinheiro para pagar/recrutar licenciados, terá para pagar a mestres? A vida está difícil, como diz o outro.


Ai vida... vamos lá ver se obtemos respostas 




Se não fosse estúpida...

agora não estaria mal comigo mesma...

Estou em modo


Arrumar e limpar .... vocês sabem... aquelas coisa que ninguém gosta...



Estão de volta

Olha Olha...

Estou tentada a ir  ver... pelo menos 3 filmes

Quero acreditar que

Um dia este amor, volta a ter asas... VJ



Bem... vou procurar um estágio, e enviar currículos. Ainda estou a ponderar tirar uma Pós-Graduação, mas sem um emprego não quero dar mais despesas cá em casa. 
Confesso que a procura de estágio está-me a deixar com medo, mas é normal. É não é? A faculdade vai ter mesmo um fim, ao que parece compraram aquele prédio e vão deitá-lo abaixo, tenho alguma pena, mas mesmo assim fico feliz por ter sido das últimas pessoas a estudar naquele lugar tão especial. Mas para o bem da faculdade, aquele pólo vai mudar de lugar, e ainda bem. As condições devem melhorar tal como o equipamento que lá existe. Vou ter saudades das aulas de redacção, como o tempo que passei naquele projecto inovador. As aulas de TV, as emissões de rádio, e as conversas do corredor. Os pequenos-almoços na D. Zé, mas sobretudo dos meus colegas e das minhas amigas. Sim, é verdade, os amigos que se fazem na faculdade são para toda a vida. Arrependo-me de ter dado de mim a quem não merecia, mas no fim de contas foi uma lição de vida.
Duvido que um dia mais tarde se lembrem de mim pelo nome, mas sim por Delegada. Há uma coisa que não vou ter saudades nenhumas, é dos gritos matinais de certos colegas que possuem uma voz esganiçada a gritar DELEGADA! Coisa que me deixa indisposta logo pela manhã. 

Após meses de trabalho intensivo.... o repouso é necessário

O egoísmo e a ganância das pessoas



Podem dizer que não, mas a nossa sociedade está-se a tornar cada vez mais gananciosa e egoísta. Ontem no pic-nic do Continente tive a prova viva. A crise em Portugal está a levar as pessoas ao rubro. No fim do concerto do Tony Carreira, já não restava nada de nada para a mostra, como já perceberam, levaram tudo, menos os animais.  
Arrancaram tudo, mas tudo. As pessoas agarravam em sacos, em copos de plásticos em tudo o que lhes vinha à mão e arrancaram as alfaces, os alhos franceses, as cebolas, as couves, tudo. Fez-me lembrar a promoção do Pingo Doce, mas neste caso não se pagou à saída. 
As pessoas passavam pelas árvores de fruto e arrancavam e comiam na hora. No ano passado nada disto aconteceu, no fim ainda consegui ver alguma coisa. Ah! E quando arranquei o girassol o ano passado ainda levei nas orelhas, este ano, até levavam ramos... Sei de fonte segura que as alfaces, pepinos e espinafres estavam cheios de químicos e não eram bons para consumo, como também lá estava exposta essa informação, mas ninguém deve ter prestado atenção nenhuma.
Foi um bom passeio e ainda consegui ir ver as promoções das lojas. Trouxe comigo um verniz lacquer cinzento que estava em promoção na KIKO. 
Mas sinceramente, gostei mais do ano passado, estava muito bem organizado e no fim as coisas ainda lá estavam.


Ter bébes está na moda?




Ok, eu sei que o tema não é muito sugestivo, mas as minhas colegas devem pensar que ter filhos é como acessórios de moda. Sim, eu sei, ela bateu com a cabeça nas paredes e agora veio descarregar no blogue. Mas isto não é normal. Raparigas que ainda agoram saíram da licenciatura já se estão a meter noutra aventura como se fosse algo banal. 
Uma colega do liceu engravidou quando tinha 18 anos e teve o descaramento de dizer que era tudo planeado. Ok! Tinha namorado, ele sustentava-a, mas ela estava desempregada e sem ter o 12º ano terminado. O menino é lindo isso é certo, mas há uma verdade escondida por detrás disto. Quando ela engravidou. não sabia quem era o pai. E ela tinha dito que era planeado. Mas tudo correu bem e lá estão juntos e felizes.
Estava na paragem quando para meu espanto vejo mais uma colega do liceu com a barriga cheia. Toda feliz e contente...mas ao menos confessou que foi um acidente de percurso. Fiquei feliz e lá lhe dei os meus parabéns.
Mais uma vez, volto a ver outra colega do liceu, mas esta já tinha um puto ao colo. Estivemos à conversa e ela disse-me que tinha acabado a relação com o namorado pois a tinha traído. Foi tão sincera que lá disse: Só engravidei para agarrar o gajo.
Oh meus amores, pensem antes de fazer asneira. No meio destas três, uma já está separada e tem um puto ao colo. O puto é que está a pagar a asneira que ambos fizeram, porque a mamã quis agarrar o papá. Imaginem uma mãe a contar ao filho - Olha fiz-te para agarrar o cabrão do teu pai. És tão bom, que o gajo deixou-me. Ou - Oh meu rico filhinho, tu já fizeste a tua boa acção, tu salvaste a minha relação com o teu papá.
Tenham cuidado e tomem juízo, porque ao fim de uns anos, o puto é que paga. Dão preservativos nos centros de saúde, toca a lá ir.

Bem que preciso de férias... só de pensar que tenho mais um trabalho de 40 páginas para fazer e acabar de editar uma reportagem até me dá vómitos. Ah! Para não esquecer que esta semana vamos ao hospital, outra vez, mas ao menos é só ir buscar a medicação, mas passar por aqueles corredores outra vez.... pensamento positivo... tudo isto pode ter um fim em Agosto...até lá quero terminar a faculdade, não ir a exames e ter sossego nem que seja 2 dias. 

Mas este fim de semana até sai, fui aos Santos e tal... mas quero mais...

Um dia especial



Para quem não saiba, tenho um irmão com 9 anos. Fartei-me de pedir mas lá veio com um atraso de 12 anos e 1 dia, mas lá veio.
Hoje vai ser um dia especial, ele vai fazer a 1ª Comunhão. Ele está nervoso pois diz que tem medo de provar a "bolacha", como ele diz, e de não gostar. 
Os preparativos estão a decorrer, da minha parte, já ali estão os sapatos que me vão dar um dor de pés que vai ser uma alegria. Mas antes, tenho que acabar a reportagem de rádio. Ah! E para ajudar à festa, está uma ventania. A missa vai ser realizada na rua, para quem for de manga curta ou de calções, vai-se arrepiar um pouco... pois bem... vou ali acabar a reportagem 

O tudo ou nada


No dia 18 de Junho é a entrega e a apresentação do último trabalho da faculdade. Tudo está a passar tão depressa que mal consigo assimilar tudo. Pensei que seria mais fácil, mas depois o que faço? Todos dizem que entrar ou até mesmo arranjar um estágio em jornalismo é quase impossível. Uma das dicas para me acalmar é criar uma lista de objectivos. No topo estão os locais onde gostaria de estagiar, em segundo, estão os locais onde posso tirar  mestrados ou pós -graduações. Mas será uma boa solução? Continuar a estudar? Ainda tenho tempo, caso contrário, tenho sempre outros empregos à minha espera... 

O sentimento comum a todas


Odeio levantar-me cedo para depois não ter aula.

Regras de ouro para o jornalista

- Abanar a cabeça em rádio, não dá resultado;
- Fazer caretas frente à câmara, JAMAIS!
- Nunca dizer "de volta ao estúdio";
- Temos que nos habituar à nossa voz, pois ela vai estar constantemente no nosso ouvido;
- Antes de um directo, não se fala para a câmara, abana-se a cabeça;
- Não te esqueças do passo de salsa;
- Não se fala mal de ninguém com o micro ligado;
- Os da régie ouvem tudo o que tu dizes, mas tu não os ouves;
Mas jamais em tempo algum, ficar vermelha que nem um tomate, de certeza que haverá mais regras destas.  

Voilá c'est fini

Mais uma etapa concluída. Estou triste como é normal, mas na verdade estou ansiosa por começar uma nova aventura. Vou ter saudades delas, muitas mesmo. Até Setembro vou ter em mente "Bem, até lá  vou voltar", mentira, não volto... Agradeço muito mas muito aos meus pais, aos meus avós e ao meu irmão, sem eles, de certeza que não tinha terminado o curso.  O apoio foi fundamental. Obrigada a todos e a todas que partilharam este dia que ficará na memória de todos. 

A saga continua...


Continuo isolada e cheia de trabalhos e vocês?
Ah! Mas já escrevi as fitas todas, pelos menos aquelas que já me deram. 

Se estivesse com cabeça, até dava nome a isto


Sinto-me isolada no sótão, tudo por causa dos trabalhos que não param de aumentar. Tenho uma entrevista na terça para fazer e já estou com uma pilha de nervos. Tenho uma dissertação para fazer (dafuck?), tenho pivot's para fazer e decorar para não falar da reportagem radiofónica. Ser jornalista é isto, é ter uma carrada de trabalhos e estar sempre informada (coisa que não consigo,mas a rádio tem sido uma companheira).
AH! Feliz dia da mãe! Todas as mães merecem miminhos, mas não devem ser dados só hoje, mas sim todos os dias.

Se quiseres participar, basta fazer uma pergunta, ou mais. 


Quem chora não merece castigo


Ontem ganhei coragem e fui ao cinema ver o Titanic em 3D . Está lindo, há lá umas partes esquisitas, mas pronto.  Todas nós sabemos que é um filme lindo, lamechas e quase real.  Não sei se foi por ser dia 30 de Abril, ou foi pelo final que o filme tem, mas saí da sala a chorar que nem uma Madalena. Cada vez que vejo o filme, apaixono-me mais pela história de amor, mas depois acordo para a vida real e apercebo-me"pois claro, histórias de amor só no cinema", mas não faz mal nenhum sonhar.

De certeza



Que têm um monte de coisas para fazer, mas que ainda não fizeram nada? Bem, somos mulheres que gostamos de guardar as coisas para amanhã, tem algum mal?

Terá ela razão? Tenho medo?


Ela tem razão. Desde que o outro fez o favor de me deitar abaixo, não consigo avançar com a minha vidinha. Mas o chocolate faz melhor que uma paixoneta de meia tigela, ou então, estar com amigas a rir ainda faz melhor.
Sim, é verdade. Devo ter medo de me apaixonar outra vez... mas quem não tem depois de um desgosto? É normal certo?



Odeio quando os prof's me chamam, fico logo com uma cara de pânico, e todos se apercebem. Ontem foi um dia em que o prof de Técnicas me chama e eu engulo em seco e penso: A minha notícia está mal feita e já vais chumbar à cadeira.
Nada disso, panicar para que? Afinal era para me dar os parabéns... mas agora recebi a mensagem de uma pessoa que quero entrevistar a dizer que está disponível e que me quer muito ajudar no trabalho de rádio. Quem me conhece, já sabe o que vai acontecer... vou entrar em pânico e vou corar feita maluca como também colocar a minha pseudo-franja frente dos olhos. 

p.s:. Depois digo-vos quem vou entrevistar, e se quiserem, até vou deixo fazer perguntas 


E ao que parece auto-censuro-me. 

Uma coisa é certa


Já estamos em Abril e um dos meus objectivos de 2012 está a chegar. Acabar o curso está a ser um desafio que quero que acabe bem depressa. Escrever notícias, fazer rádio e não conseguir estar frente às câmaras sem corar está a ser uma experiência... bem não há palavras. Depois de tantos dias atribulados, meses à espera que  tudo volta-se ao normal, tinha que aparecer algo para destabilizar tudo. Entrei em 2012 com um objectivo e vai ser cumprido a todo o custo. 

Fim de semana preenchido

Mas para relaxar, vamos ouvir música. 


Norah Jones para começar 



E se a matéria enervar, vamos passar a Demi Lovato



Vamos lá pessoal... Ah! Tenho de ir ali escrever a crónica... de certeza que já têm saudades. 

Pilha de nervos



Faltam 2 meses, 2 MESES para acabar o curso. Estou com os nervos à flor da pele, pois estou com receio de chumbar nalguma disciplina, sendo este o último ano da licenciatura seria horrível. Não têm noção das coisas que tenho a fazer, e dos trabalhos que tenho para apresentar. A sorte no meio disto tudo é que sou organizada e já tenho um trabalho encaminhado, quer dizer, dois trabalhos dos três que tenho para fazer. Estou em pânico! Tenho de distribuir fitas para a benção, tenho aulas, tenho uma consulta que me dá cabo dos nervos, mas pensamento positivo. Quero ver onde arranjo tempo, se calhar dormir é um desperdício de tempo, tenho que ver a minha agenda e ver se consigo programar descanso e diversão. E mais uma coisa, quero ver se vou à minha terrinha um fim de semana, porque as saudades já se sentem e ficar um ano sem lá ir é chato. Ai e a procura do estágio? Férias? Bem vou arregaçar as mangas e trabalhar. 

Devaneio 4#

O sonho continua, mas a sua realização permanece instável. O passado já lá vai, mas o presente de nada vale. Mas porque raio tem de ser assim? Quando nada se tem, nada se vai ter. 

É sexta - feira.... vou ver filmes a noite inteira... amanhã começo a estudar para os trabalhos da faculdade....