Pessoas anónimas

Irritam qualquer pessoa, se não dizem quem são não comentem sff...

Os homens têm a vida tão facilitada

Sim é verdade e conclui esta frase após uma sessão de depilação.
Acabei de fazer o meu buço, questionei o facto dos homens puderem utilizar uma lâmina ou uma máquina para se barbear, enquanto que a mulher para não ter pêlo na cara, tem que sofrer horrores. Não seria tudo mais fácil se fizéssemos a barba? Poupávamos uns trocos e tempo.
Outro facto é a falta de paciência, não podemos ir às compras sem eles terem que soltar um ai! Já quando estamos a demorar na casa de banho, quase que rebentam com tudo e com todos. Na escolha de um filme, mostram-se valentes, mas durante a sua visualização lá soltam uma lágrimazita.
Se os homens fossem como as melhores amigas, serviam para mais coisas... Mas existem mulheres piores que os homens.

Viagem

Pai: (canta e não tem as mãos ao volante): Mas quem será o pai da criança...
Tim: Pai, o carro da frente está a piscar, trava.
Pai: Olha lá, mas quem é que vai a conduzir? (trava bruscamente)
Tim: Vais tu a guiar, mas vou eu com atenção --'


Após este episódio, ainda levei nas orelhas.

Pensamento negativo

Ter estado com os meus primos fez-me bem, mas fez-me pensar se é mesmo esta vida que quero.
Estão todos comprometidos e com filhos a caminho, sou a única que está a estudar e "encalhada" como eles dizem.
Após meses de ter levado uma tampa devido ao meu aspecto físico, tudo ficou diferente. 
Penso no facto de me ter  apaixonado  uma vez na vida, será que haverá outra? Tudo leva a querer que não, terei que seguir a minha carreira de futura qualquer coisa, pois já nem sei se é isto que eu quero. 
Felicidade para este lado  não há, e o facto de estar longe deles ainda me deixa mais em baixo.
A vida leva o seu caminho, e a minha já está traçada.
A confiança está baixa e sendo como sou com os rapazes, mais vale desistir agora antes que seja tarde

Estou de volta

Estou de volta e com novidades, antes de mais agradeço às pessoas que me têm comentado o blogue, OBRIGADA!
Apesar deste Natal ter vindo com uma notícia trágica, não deixou de ser um Natal desigual.
O meu pai estragou as luzes de Natal, mas conseguiu dar a volta por cima.  Mas o melhor estaria para vir...
Como é tradição em Trás os Montes, após a ceia de Natal, a população dirige-se ao café a por a conversa em dia e ir à  grande fogueira. Quase ia estragando o meu casaco por causa das mofas. 
Tive oportunidade de conhecer a namorada do meu primo Tiago e por sua vez conhecer o mais recente membro da família, o menino Rodrigo, que só queria o meu colo (já não estou habituada a pegar em bebés).
Apesar de estar longe deles, tenho saudades. 
Agradeço aqueles que me fizeram companhia no Natal e não se esqueceram de mim.

Curiosidade

A bimby não faz tudo meus amigos, ela não faz ovos estrelados. 
Quem é que consegue viver sem ovos estrelados? 
Todos sabem que é difícil expressar algo que nunca se sentiu. Dar a sua opinião a algo que nunca fez. Saber que somos ignorados por um simples facto físico. Não há pessoas iguais, pouco menos pensamentos. 
Viver o presente como se ainda fosse o passado, pensar no futuro mas não fazer nada em relação a ele. Agir como uma criança não leva a crer que a pessoa o seja. Soltar uma gargalhada. Sorrir. Chorar. Tudo faz parte da vida que estamos à procura. Parar não é morrer, mas sim pensar no passo que vamos dar a seguir. O querer absoluto faz-nos crescer. Não há mais nada para além da realidade. Quando não se o tem, invejasse, quando o temos, fugimos...
Não há mais nada do que o futuro, não saber o que virá é uma angústia...
Acabou-se os pensamentos, acabou-se a aventura, acabou-se o sentir...

SIM SIM SIM

Até que enfim!
Um filme bom, romântico e realístico. Já estava um pouco farta de romances sem pés nem cabeça.



Recomendo. Se queres rir, vais conseguir. A cena final é hilariante. Statue xD

Caros amigos,

Lembro.lhes que tenho uma vida.
Tenho que estudar tudo e mais alguma coisa.
Rever e reler textos.
Não tenho tempo para mim, quanto mais para vocês.
Já não vejo séries há mais de uma semana, o que é um crime.
Quero dormir e ressonar se tiver vontade.
Peço aos professores que não se lembrem de inventar mais trabalhos.
Peço a outros para inventarem mais greves, é para estudar claro.
Não inventem dramas.
Não gritem.
Mas que simplesmente tenham paz, e que deixem descansar quem mais precisa (tipo eu).
Acabem com a casa dos segredos, que calem os ídolos, mas
Deixem contar como foi....
Brinquem, gozem, façam o que vos der na gana.
MAS NÃO CHATEIEM OS OUTROS?
pode ser? Agradeço aos meninos que estão a jogar futebol ao lado do meu prédio, e ao puto da vuvuzela, que a enfie num sítio bem agradável, pois os gritos que mandei ao que parece não chegaram.




O resto de um bom fim de semana =) 

isto é normal?

Acabei de receber uma sms a dizer: 
Suposta amiga: Tim* vai ao famville da minha mãe e colhe as cenouras sff.
Suposta Tim* : NÃO QUERES MAIS NADA? TU ESTÁS A GOZAR COMIGO?
Suposta amiga: Não estou nada, apanha lá as cenouras senão ficam podres.
Suposta Tim*: Espera pelas próximas.


Mas o que é isto? Farmville? Favores? Nem penses.
Ando lá com paciência para colher cenouras --'

Recomendo



Um suicídio por amor, o que ama é que sofre, e o contrário? A questão da resposta está no filme...

Como ele diz: Só se dá o meio da torrada a quem se ama.










Quero férias; 
quero ir para longe;
quero um dia normal; 
quero amar;
quero paz;
quero felicidade;
quero rir;
quero sentir a chuva;
quero o teu abraço;
quero sossego;
quero o mundo;
quero viajar;
quero muita coisa;
quero tudo e não tenho nada...
O querer é o ponto para ter.

Apeteceu-me

Sinto-me melancólica 
Qual a razão deste sentir?
Vejo-me loira,
Qual a razão desse ver?
Não sei o que é isso,
Qual a razão deste desconhecimento?




DÚVIDAS, das quais procura resposta. Chega a fase de querer conhecer, sentir ciúmes do desconhecido,querer sentir a presença do desconhecido ao nosso lado.
Verbo gostar, tem os seus significados, mas desconheçe o seu ser.
Tudo tem o seu tempo. Com calma, sentiremos a paixão, se houver obsessão ou mesmo desprezo a simples magia passará a uma complexa confusão.
Observadora, passa a não ter experiência, mas no que toca a dor, sabe o que é. desconhecido o sentido de amar, aprendeu a gostar dela e começou a ser menos fria, mostrando o seu lado doce.
Talvez um dia... afirma ela que há mais pessoas assim, que vendo-as, quer se tornar em algo mais.
Apelando a pessoas com desgostos, desprezadas ou mesmo apaixonadas, devem-se levar pela dor, pois esta servirá de consolo, servirá como uma lição ou nem sequer liguem.
Ver tudo à volta, não ter experiência do oposto, olhar de outra forma, renovar o desgosto, dá para perceber que o amor só valerá se houver sofrimento. 




p.s: Por  vezes o que escrevo pode pertencer a outro...
Ai está o maldito dia de anos, em que todos perguntam:
- Ainda não tens namorado? 
- Fazes quantos?
- E prendas?
- A festa é onde?
- Não me convidaste?




Epah! Não me chateiem! Quero estar sossegada, posso?

Sms's continua

Ele: Tu estás a ficar apaixonada por mim?
Ela: Sim, então eu até não tenho mais nada que fazer.


Ele: Posso me sentar aqui?
Ela: Não! Quero estar sozinha!


Ele: Sai comigo da sala e vamos dar uma volta?
Ela: Eu pago a faculdade é para estar nas aulas, e não para passear.




Por muito que me custe, tenho de lhe dar respostas destas. Porque se no fundo ele sente algo, ele que lute, porque estou um pouco farta de sofrer.
Já reclama de eu estar agarrada a não sei quem, já quer saber onde estou, ah e tal, vem almoçar comigo. Tens um anel, de quem é?
Gosto muito de estar sozinha, gosto muito da minha solidão. MAS eu quero ter algo especial, nada cá de mariquices...

Faculdade para que existes?

Aula de Cultura, foi onde eu não parei de rir desde o momento em que se ouviu ELAH, pois o texto que o docente apresentou tinha pénis e cagar em cima de pombos, um texto verdadeiramente bom. Mas o melhor estaria para vir quando o meu colega disse: Põe o pénis no contexto.  Já o meteste? Tens de o meter! Ok, o resultado não podia ser pior, pois soltei gargalhadas e não me consegui conter. Já em Gestão o docente diz: Ou é a cenoura ou o chicote? Isto fora do contexto. 
O que tenho a dizer é que a faculdade é um local de aprendizagem sexual, não é preciso mais, adoro o ambiente, adoro os meus colegas (quando estes estão calados nas aulas, pois eles estão sempre a falar que até que enerva um bocadinho). Mas afinal para que existe a faculdade? Para momentos inesquecíveis *   E não nos podemos esquecer de Gramática, onde o professor revelava coisas UI.

Sms's

Depois da resposta dela dada duas horas antes, a sms chegou:
Ele: Desculpa adormeci, estou cheio de fome e acordei com frio LOL.
Ela: Então e comer uma sopinha e uma mantinha não? 


Pois, ela podia ter respondido de várias maneiras:
- Aquece-te;
- Queres que te aqueça?
- Precisas de ajuda?
- LOL, acontece;
- ou podia não ter respondido.


Nós mulheres temos que nos manter dignas. Também neste caso ela não quer nada com ele, e ele vice versa.
Não percam as próximas sms's porque nós também não.



Ambrósio apetece-me algo

Oh senhor Ambrósio não será hora de lhe dar o que ela realmente quer? É que ao fim de tantos anos a dar-lhe chocolates ela deve querer comer outra coisa não? Já deve ter diabetes, pelo andar da carruagem. Não me leve a mal, mas começo a achar que você não têm o que ela realmente quer. Seja criativo, já ninguém leva a mal. Mas nada de doces, passe lá para os salgadinhos tá bem.

Será que já ouvi isto em algum lado? Parte 3








A francesa foi a que saiu 1º mas ainda há mais

Amores --'

Tanto queremos que perdemos!
Tanto amamos que nos lixamos!
A maravilha deste mundo é mesmo a natureza e não o humano.

(sim, fui eu que disse)


Na realidade, pensei que já o tivesse esquecido, mas quando o vejo novamente o coração aquece. O pior é que não me quero magoar, e não quero magoar aquele que me é próximo.
Bolas! Porque é que me falas? Segue em frente, eu já segui. Deixa-me em paz. 

Um passeio de metro deveras esquesito.

Duas pessoas a conversar factos, mas lá sabia que os olhares parvos os fariam rir, imitar a  voz irritante da senhora a dizer : Próxima estação Arroios, talvez a timidez de ambos não tenha dado para mais. O facto de ele se importar com ela, não a leva a crer que passe dali.
 Mas o cavalheirismo vence no momento em que ele diz: Eu levo-te à paragem, ela rejeita o pedido e leva-o ao próximo metro. Não há beijos, não há despedidas só há uma promessa. O estalo de amanhã.
Estou a ficar mal habituada com as sms's, mas podes continuar, as conversas até são engraçadas. Não ainda, não mandamos beijinhos nas sms's o que é super parvo. As conversas não saem do mesmo, mas vale a pena escrever para ti*
Não nos interessa o que podem comentar.
Eu sei que não vai dar em nada, mas neste momento não interessa.
(Se é para comentar de forma parva não o faças sff)

Aparar a relvona

Não! Sim, é verdade leste bem.
No Goucha e na Tininha desta semana, foi uma senhora especialista do órgão sexual feminino, por sua vez era brasileira e tratou a vagina por pomposa (sim sim, é isso mesmo).
Então cá vai as dicas maravilhas que ela deu:
- No banho devemos esfregar bem e meter champô e amaciador;
- Depois devemos aparar/cortar as pontas;
- Devemos por um creme para melhor hidratar;
- Por fim há quem pinte.


Olhem é assim, os programas da manhã não podiam estar piores. Eu nem queria saber, mas tive que ver e ouvir esta explicação. Tive que partilhar a estupidez em que chegamos. A sério?! Estou em estado de choque. 

Os homens são uns excelentes cozinheiros

é por isso que metem água na carne picada, é para ficar mais àguada. Valente proposta ontem hein! Carne picada à bolonhesa. 

NOVA MENSAGEM!

Todas nós queremos uma nova mensagem de um rapaz que nos satisfaça as nossas necessidades, mas analisando bem este facto temos de ter em atenção uma coisa, ao início tudo é muito bonito, mas os rapazes têm um problema ou falam e magoam, ou não falam.
Não há um dia em que uma rapariga não espere por uma sms, e quando a recebe deseja que este não a tivesse enviado. 
Quando nos magoam, deixamos de responder as ditas mensagem e ficamos com remorsos, mas quando falamos com eles, eles fazem algo para tudo acabar mal. Não digo que nós, raparigas não tenhamos também culpa, mas tudo tem a sua razão.
Como também, quando perguntamos a nós próprias, porque é que não temos ninguém? 
Temos duas hipóteses:
- Ou não merecemos (sim há pessoas que não foram feitas para amar);
- Ou não nos merecem (aqui já envolve um alter ego,ou não, que possivelmente está certo, se calhar somos boas 
demais para eles);

Tudo é uma questão de tempo ou de babolhequice.

Porque eu tenho esperança que receba uma sms do dito cujo. Não custa nada. Vá lá, manda sms. Opah! Eu sei que queres mandar. Se mandares eu prometo ser simpática contigo. Manda já. (de repente vibra, ah e tal não é ele). Quando é que tás a pensar a mandar sms? Ai a merda! Pronto eu não resisto vou mandar-lhe uma sms. Fiquei sem bateria.


Sim, hoje aconteceu-me isto. ISTO SIM É A REALIDADE DE UMA GAJA ANORMAL QUE PASSA HORAS À ESPERA DE UMA SMS QUE SABE QUE NUNCA IRÁ RECEBER.

1º semana de faculdade



Nada melhor do que começar a semana sendo do 2ºano da faculdade trajada a praxar os pobres dos caloiros. Mas não acaba aqui. Com um verão a mandar sms à dita personagem, levou-me a pensar o pior. E claro a minha vida é a sério, e o amor não está incluído.




Segunda
Gritos e mais gritos. Collants rasgados, um beijo na cara sem qualquer significado. Nada melhor como começar este semestre.


Terça
Tosse, febre, cabeça. FIQUEI DOENTE, COMO? Ok! Calma, muita calma.


Quarta
Vejo uma gaja no poster dos morangos, a seguir digo que é um gay e por fim vejo que é uma colega da faculdade. Muito bem! Pés feitos num oito, continuo sem voz e o pior a pessoa não me fala. Mas sou reconhecida pelos professores, nada mau. AH! Troca de capas, estou para saber porque, mas pronto.


Quinta
Doente, cansada, sem novidades.


Sexta
Pior! Estou tão mal que nem me levanto. Tenho conversas interessantes. O rapaz das sms's de Verão deixa-me confusa.




Nada mau! Vejamos se melhora.
Confusa 

Finalmente descobri




Ela: Quando vais à praia com um grupo de amigos, quem é que espalha o protector na costas? (Neste caso não há raparigas)
Ele: Apanho um escaldão.


Estúpido, tudo para não ser chamado de maricas. Põe em causa a saúde. Boa, os meus parabéns!

Regras de ouro para escolher um lugar na praia (II)

 - Bebés (pois eles podem lançar bombas ou até mesmo deitar cá para fora );


- Pessoas que comem de boca aberta (vá que não vá, vá lá comer para outro lado);


- Velhas que escarram para a areia (PORRA! É nojento);


- Vendedores ambulantes (não se percebe nada do que eles dizem);


- Jogos (o meu rabo não é nenhum alvo, sff tenham lá cuidado);


- Pessoas adormecidas (cama não?).


A 1ª parte está Aqui

Estar na praia é como fritar panados.

Primeiro passas os condimentos necessários na bifana para dar sabor (protector solar na pele)
Segundo passas pelo ovo (água) 
Terceiro pelo pão ralado (areia) 


e por fim vai a fritar (esturrar na toalha).




Sim, eu odeio praia, pois não há coisa mais nojenta do que a areia, pois encontras um pouco de tudo. 

regras de ouro para escolher um lugar na praia:

  •  Não pode haver casais à marmelada (se o rapaz colocar a mão em zonas sexuais, faça o favor de fugir, pois ele irá limpar zonas eróticas da sua amada)
  • Não pode haver beatas no chão (o acto de fumar já é repugnante então fumar na praia e deixar lá as beatas ainda consegue ser pior);
  • Idosos com pêlos nas costas mas já a ver o rego ( simplesmente é nojento)
  • Idosas de biquíni (elas a qualquer momento podem tirar a parte de cima)
  • Cães (mas porque raio?)
  • Surfistas ( eles não têm conversas interessantes, só irás ouvir: Sim meu, as ondas estão altamente). 
  • Gajas de cor dita preta (Qual é a delas de ficar o dia todo a esturrar?)


Se não houver estes ditos imprevistos na praia, podes estender a tua toalha e fazer o que te der na gana. 


Vem viver a realidade comigo.

Não passa de uma ilusãos, de estímulos cerebrais da imaginação.

Ainda pergunto, como é que sabemos que um rapaz gosta mesmo de nós?

Dúvida que me atormenta.

Um dia hei-de seguir o meu coração.



Espero por alguém, 

Que me compreenda

Enquanto não chegar

não tenho eu outra emenda.


Lágrimas corridas

Tempos perdidos

Sigo outro caminho,

Piso descalço

Pensamento deslocado

O que resta?


Não vou voltar atrás

Tenho que ir

Deixaste a tua  marca.


Longe de ti

mas perto no coração. Esquece lá isso não tens outra solução.


Quem nunca o fez?

Mandar uma sms sem querer, mas que afinal até tínhamos intenção.


Estou farta de pensar no passado e nas lágrimas que correram quando abriste a boca para me rebaixar o mais que podias, mas a vida é mesmo assim e eu segui em frente até que ontem a noite às 2 da manhã me lembrei e se eu mandasse sms aquele dito cujo? Assim o fiz, mandei uma sms sem pés nem cabeça do tipo: Estou a ouvir a Lady Gaga em versão pimba (sim eu sei, é estúpido e deprimente). Pensava eu, sim sim vai mesmo responder. O telemóvel vibra e PIMBA lá está a resposta: O que? Oh meu Deus, já pensava no pior, se ele dá conta, vou ser apanhada. Lá respirei e respondi: Desculpa enganei-me, mas já agora está tudo bem?
Sim e contigo. és mesmo parvinha xD, respondi também, fiquei na dúvida, como sou um pouco inexperiente nestas coisas, se ele tratou-me mal ou elogiou-me? Uma coisa é certa quando voltar para a faculdade, voltam os gritos e a violência verbal. Esta coisa de começar a flirtar, começa-me a fritar a cabeça. Tenho que treinar isso. Necessito de aulas de engate, alguma voluntária?ou dica?

Pseudo-Crónica

Saiu esta semana no jornal i, que por apenas 400 euros e com Internet se podem comprar certificados do 12º ano, noutra not´cia saiu também que os alunos estão cada vez mais fracos. Mas porque? Não estou a ver qualquer explicação para ambos os factos. Uma coisa é certa, estudar ou não estudar é a mesma coisa. Quem nunca utilizou cabulas nos testes? Vá lá admitam. 
Comprar um certificado é a mesma coisa, enquanto que algumas copiam nos testes e fazem o 12ºano há outros que basta um pequeno click e um pouco de dinheiro já têm o seu certificado. Também não é o nosso 1ºministro que teve a sua licenciatura a um domingo à hora de almoço?

Após ter uma licenciatura os jovens desempregados ficam deprimidos como é óbvio, MAS POR OUTRO LADO andam ai salários a subir até mesmo a bater recordes, enquanto que nós portugueses vamos ficando para trás e mais pobres, não comento mais se não ainda desapareço misteriosamente.


Vejam lá bem a sorte, não é que hoje dão livros de graça em Lisboa? Sim sim, José Mário Silva lançou o livro "O Bibliotecário de Babel", e andou a dá-lo no Miradouro do Monte Agudo pelas 10h. Poças! E eu que queria um livro.


Mais nada acrescento.

Viagem!

Quando vamos a caminho de "para trás do sol posto", tentamos não ter uma viagem secante mas sim mais divertida, ao estilo de Ted e Marshall (how i met your mother). Em vez da habitual música "500 miles", temos o habitual "Meu querido mês de Agosto" ou a música mais recente no carro "Boca Marota". Já a nível de jogos não temos o "zitg dog" temos as contra-ordenações. Joga-se assim: Quando se encontra um automobilista a fazer uma contra-ordenação só tens de gritar essa palavra. Pois bem o resultado foi de 3 com phones nos ouvidos, 56 (ou mais, eram tantos que perdemos a conta) a falar ao telemóvel e 24 a pisar a linha contínua, e devem ter sido muitos a ultrapassar os níveis de velocidade.
 Eu sei que é deprimente mas numa viagem de 5 horas o que se há-de fazer.
Outro facto é que as casas de banho nas áreas de serviço são matreiras, isto é, esta-se muito bem a fazer a necessidade e através do chão dá perfeitamente para ver o que as pessoas ao lado estão a fazer, mais nada não digo, pois eu esperei que todas saíssem para eu fazer as minhas necessidades sem que ninguém olha-se, devem pensar que sou burra.


Viagens destas valem a pena. Apesar do início ser atribulado.

Easy A





Gostava de ir ver ao cinema. Ver o filme sozinha. Deve ser bom. Este filme é uma boa escolha, mas será que passa em Portugal?

Conversas do pé para a cova

Senhora de idade: Quando morreres não podes ir de calças!
Eu: Porque?
Senhora de Idade: Porque quando chegas ao céu, o S. Pedro levanta-te a saia e vê as tuas impurezas.
Eu: HAN?! Não é mais rápido as calças? É só baixa-las.
Senhora de Idade já passada comigo: NÃO! Tens de ir de saia e acabou. E não podes ir com as unhas pintadas.




Mas porque raio vou de saia? E porque raio estou a falar de como vou para o paraíso? Mas o mais importante, porque raio vai S. Pedro levantar as saias às senhoras? Cá para mim cheira-me a coisa porca. Mas a igreja tem segredos isso tem.

É isso ou pénis

O pénis é um bicho, do qual, as nossas opiniões variam:


As mulheres entre os 20 e os 30 ficam boquiabertas com o bicho e não vivem sem ele. É o brinquedo novo do qual não se querem separar.


Entre os 30 e os 50, a mulher já diz aquilo não passa de uma necessidade humana, da qual de vez em quando sabe bem satisfazer. Mas que pensa que: O homem só nos atrai através de um objecto sexual.


Dos 50 até à cova, a mulher só pensa nas maneiras de fugir do bicho, e já não pode ver o marido em casa, pois diz que o pénis já não faz maravilhas.


Isto é o que ouço quando desco as minhas escadas e tenho mulheres de todas as faixas etárias diferentes como tal as suas opiniões. 

Arroz pica no chão

P': Mãe, porque é que eu não posso comer arroz de chocolate?
M': Isto não é arroz de chocolate!
P': Não é justo, eu como arroz branco e tu comes arroz de chocolate.
M': Então prova a ver se gostas.
P': Não gosto.


Lá por ser castanho o arroz de cabidela, não significa que seja de chocolate.

3-2

Ontem a noite apanhei o maior susto da minha vida, o meu irmão caiu das escadas abaixo. O barulho foi tal, que nós pensamos no pior. Cheguei a seu socorro e só pensei em agarra-lo, mas a minha mão na cabeça dele pressentiu o pior, estava cheia de sangue, as lágrimas de desespero escorriam tanto na minha cara como na cara da mãe. Liguei ao meu pai, pois este, estava no café e assim seria mais rápido que uma ambulância. 
Gelo e gritos! Chegamos as urgências e rapidamente o segurança viu que a situação era grave e que não podia demorar. O pai sendo um homem valente ficou cá fora à espera, já eu e a mãe entramos a correr para socorrer o miúdo. 
Já lá dentro o cheiro era intenso, como também os nervos no meu irmão. Foi rápido que o socorreram, mas o pior vinha ai, tinha que ser cosido e o meu irmão é um medricas, mas naquele momento tornou-se num homenzinho. O médico falou com ele calmamente e fez tudo o que ele lhe disse. A mãe não aguentou e teve que ficar à porta, já eu, não larguei o miúdo, o médico queria ver-me fora dali, dizendo que eu estava pálida (eu já sou branca por natureza, por isso não sei qual a diferença) e se queria água, mas fiquei ali, pensando que estaria eu na anatomia de Grey. O médico contou-lhe a história que quando também tinha a idade dele, também partira a cabeça, mas que o seu pai dera-lhe duas bofetadas e meteu-o o de castigo, o meu irmão sorriu e acalmou-se, ele confiou no médico e tudo correu bem. Nem  gritou com anestesia nem quando estava a ser cosido.
No fim deste episódio o meu irmão levanta-se olha para mim e diz: Tita ganhei-te! Tenho 3 pontos na cabeça e tu só tens 2. Claro que se riram. 
Fiquei um pouco enjoada, mas fiquei aliviada.
 No fim só reparei que estava rodeada de 3 gajos bons e que estava mal vestida --' (nada de importante, se o meu maninho está bem, está tudo bem).

Homens vs Mulheres (o essencial)

Agradeço antes de mais às pessoas que me deram ideias e que ajudaram.


Homens
1# Podem fazer as suas necessidades em pé.
Pois nós mulheres só temos uma hipótese, e mais nada posso dizer.


2#Podem comer as que quiserem que não são julgados, enquanto que a mulher fica conhecida por presa fácil, o homem é um simples fodedor e um professor para outros.


3#Podem coçar o instrumento em locais públicos, não lhes fica mal, só mostram a sua masculinidade 


4#Não resistem a sexo fácil. Nem vale a pena negar.


5#Gostam de possuir, se saires com um rapaz e este quiser pagar a conta do jantar, deixa-o, pois eles gostam de ser superiores e de possuirem a situação, até é bom que seja, pois sai-nos mais barato.


Mulheres


1#Conseguimos mentir em relação aos orgasmos. TOMA!


2#Orgasmos duplos, já que sofremos por eles, deixem-nos ter prazer a dobrar.


3#Temos  habilidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Está cientificamente comprovado ;) (fazer o jantar, estender a roupa, aturar os filhos etc..)


4# Materialistas, há sempre algo que queremos, tanto como roupa ou sapatos, não me venham dizer que não são, pois há sempre algo que nos apetece, como uma malinha, um jogo, uma revista etc....


5#Boas conselheiras, temos sempre amigas que nos aconselham de maneiras correctas e que nunca se esqueçem de nós. Pede um conselho a um rapaz, eu já o fiz e o resultado foi um desastre.








Brevemente a continuação deste post...
P.s: comentem

Fomos à montanha russa com os copos!


Quem diria que andar de montanha russa seria tão giro e com os copos, que não se partiram, sim os copos do MAC. Hoje ganhei outro xD

Cúmulo do queque

Estamos em Portugal, mas os habitantes desse pais estão sempre com a mania de falar inglês, não percebo se estão assim tão mal mudem-se, não me tragam a mudança de língua para cá sff.
Pois bem, não se esqueçam que nós cá também temos dialectos e que tal estudarem mirandês? Já vi e por experiência é de rir e chorar por mais.
 Anyway, let's me say british it's bad, but portugueses it's worst.
Irrita ter uma conversa e PIMBA lá tá a porra do inglês metido, até já nas novelas PAH! Tirei-me daqui. Começo a falar francês para vos por malucos.
Algo que me atormenta agora a minha cabeça é o programa "Depois da morte" ou lá como se chama que dá as sextas feiras na TVI às tantas. Tive a coragem de ver e ao fim de 5 minutos de programa perguntei-me: A senhora que fala com os espíritos é inglesa, e diz que não percebe português. Os espíritos são portugueses. Agora expliquem-me, sim que sou burra. OS ESPÍRITOS FALAM OUTRAS LÍNGUAS? Ou aquilo é vá um programa de qualidade? Ai meu Deus! Cá para mim se me matar fico a falar russo...




Nada acrescento.

Ordem ordem!

Já se puseram a pensar no futuro? Casamento, filhos uma grande casa e viver feliz para sempre, esse dilema ainda acontece nos dias de hoje?  Há pouco tempo tive uma conversa dessas com amigas próximas e o que acontece é que devo ter sido a única naquela mesa a pensar de forma diferente, já pensaram em ter uma carreira profissional e não ter um homem ao vosso lado? E se estivermos destinadas a passar o resto da nossa vida sozinhas? Se queremos ter ambas as coisas vai ser difícil. Os homens ainda pensam que uma mulher no poder só trará emoções, isto é, que por ser mulher, esta não tem a força de um macho latino, e que não tem capacidades, e se algo correr mal somos umas falhadas e corremos para casa de banho mais próxima para derramar as nossas lágrimas. Continua a ser assim, quer queiram quer não. Estamos a ganhar cada vez mais força e controlo em tudo o que nos rodeia. Se uma mulher preferir ser dominada e trocada assim terá um anel á sua espera que por detrás terá um belo par de cornos, e não falo de um simples anel de noivado, basta daqueles que estão na moda (comprometido, acabamos de fazer um mês entre outros). Mas se tiver um pouco de inteligência fará o que bem entender, por a sua carreira à frente, de seguida a família e amigos e por fim os tempos livres. Outra questão que aqui se coloca é de ser cabra/puta, pois bem, quando um homem vai para a cama com as que quer e bem entender, não é julgado, acontece o oposto no sexo feminino, passamos a ser bestas, putas e tudo o que sair da boca das pessoas. Seremos sempre julgadas? Penso que a mudança já se sente, e que o homem se tornará um cobardolas que seguirá atrás de uma mulher por amor? Se existem homens capazes de nos enfeitiçar, nós só temos que os agarrar com garra e de preferência no sítio certo, tornemo-nos Samantha Jones, assim seremos uma mulher com tomates... O que significa que podemos ter o nosso homem, o nosso grande amor, só temos que o domesticar.

Não dormi nada porque

Entrou um morcego  na minha casa.
Estava eu muito bem com o meu irmão no sótão até que eu vi uma coisa a voar e comecei a gritar que nem uma maluca, e desci logo as escadas e o meu irmão a chorar de desespero. Já todos estavam a dormir em casa, acordaram assustados pois pensavam no pior. O meu pai e a minha mãe não queriam acreditar, pois eram 2 da manhã e eu estava aos gritos em casa e o meu irmão consegue ser parvo nestas situações ia dizendo: Nós vamos morrer!
Estava já o meu pai no sótão a apanhar o morcego, chamou-me, eu já sabia o que ele me ia fazer, pois bem, ele agarrou no morcego e quis me mostrar, gritei novamente, pois aquele bicho é nojento, se morreu não faço ideia, mas o meu pai não o matou por pena.
Só sei que não consegui dormir por causa de um bicho.

Entrevista

Jovens de hoje utilizam o blogue como um modo de se puderem esconder e revelar toda a verdade, sem serem julgados, mas no entanto, nem tudo são rosas. Se não nos revelamos na vida real o que nos leva a desabafar no mundo virtual? Procuramos meios de expressão, procuramos pessoas que nos ouçam e que nos critiquem realmente, e não queremos aquelas que passam a sua vida a falar nelas e nós a ouvir, ou o simples actos de ceder o que quer que seja.
Aqui vai a surpresa...
Quantas vezes já não leram um blogue e não temos curiosidade de saber quem está por detrás dele? Saber que temos a oportunidade de conversar sobre as mesmas ideias, pois bem, decidi fazê-lo, falei com uma bloguista que eu sigo e que digo que é revolucionária, uma bissexual que pensa para o além do normal, mas que revela que se esconde, quer ajudar a mudar as pessoas uma a uma. Antes de mais agradeço e revelo que lá por estarmos em anónimo não significa que não houvesse um nervosismo miudinho. Mantemos ambas o anonimato. Se querem saber mais vão ter que ler o seu blogue do qual eu recomendo.  http://verdadeiromundo.blogspot.com/

 Queria tirar uma dúvida se possível?
B': Sim, claro.

 És bissexual?
B': Pode-se dizer que sim. Digamos que deixei de pensar nisso, se sou homossexual, heterossexual, ou bissexual. Neste momento namoro com uma rapariga, que amo, mas isso não quer dizer que não me possa sentir atraída por rapazes.
Eu passei muitos anos da minha vida a achar que era heterossexual, sem colocar isso em causa. Definia-me como heterossexual. Outra hipótese nem me passava pela cabeça. De repente vejo tudo isso mudar e começo a definir-me como homossexual.
Depois vi que isso dos rótulos é apenas limitar-nos, e sendo eu uma pessoa que acho que devemos ser livres para amarmos quem quisermos, quem gostarmos, não me vou a mim limitar a gostar de um só tipo de pessoas. Para todos os efeitos, sou bissexual, sim.

 A palavra blogue para ti significa...
B': Um sitio onde podemos escrever livremente e sem medos aquilo que pensamos, sem sofrer represálias por isso.
 
 Foges da realidade?
B': Na minha vida? Interiormente, sim, bastante. Sou muito utópica. Exteriormente, tento agir como todas as outras pessoas, embora seja difícil quando quero mudar tanta coisa que se passa à minha volta. Imagino um mundo diferente, e é-me difícil viver neste.

 No blogue já te surgiram anónimos preconceituosos?
B': Embora já tenha visto em vários blogues comentários preconceituosos, no meu nunca aconteceu isso. Se acontecesse, o comentário seria publicado e respondido naturalmente.

 Nunca receaste que pudesses ser ignorada no blogue?
B': Claro que é bom ter visitantes, e comentários, e seguidores no meu blogue. Gosto que as pessoas gostem do que escrevo, e que se identifiquem, até que discordem e possamos debater assuntos. E não gostaria que acontecesse o contrário, ser, de certa forma, ignorada. No entanto criei um blogue para poder escrever aquilo que quero, e não aquilo que as outras pessoas querem.

 Mas gostas que te critiquem? Ou criastes para poderes desabafar?
B': Criei-o para poder dizer o que sinto. Na vida real estou constantemente a agir como os outros querem, no blogue posso dizer aquilo que realmente penso. Se as pessoas não gostarem, claro que podem criticar, desde que educadamente, até porque se não quisesse tirava os comentários. O debate é sempre bom para melhorar e fortalecer ideias. É sempre positivo, desde que seja feito como deve de ser.

 Preferes manter o anonimato de ti e de quem te rodeia, por teres medo de ser descoberta ou para manter o suspense?
B': Não é bem por medo de ser descoberta, é apenas uma forma de me sentir protegida, de poder dizer aquilo que quero dizer sem os outros comentarem-me pela idade, género, orientação sexual, raça... Quero que me leiam por ter certas opiniões, e não por uma imagem. Assim sinto-me melhor para escrever.

 Mundo virtual ou mundo real?
B': Vou-me fortalecendo no mundo virtual, para depois me sentir melhor a defender as minhas opiniões no mundo real.
É uma espécie de treino, de preparação. Por isso é que é bom o haver debate no blogue, para me preparar no mundo cá fora. Até agora tem sido positivo.

 Com que idade te manifestaste?
B': Descobri que também gostava de raparigas por volta dos 14/15 anos.

 Acreditas que a internet seja uma boa forma para espalhar a palavra?
B': Claro que sim. A Internet possibilita chegar ao outro lado do mundo, estando sentada na secretária. Assim, podemos transmitir mensagens por todo o mundo, numa questão de segundos.

 Achas que a juventude de hoje já têm os valores suficientes para se ter um pais justo?
B': Sim e não. Os jovens individualmente, tem esses valores. Em grupo, parece que os perdem, que agem em manadas irracionais. Se quiser, a juventude de hoje poderá realizar grandes feitos. Tem consciência do aquecimento global, e de problemas como xenofobia. Apenas tem de procurar esses valores dentro de si, e agir.

 Como te sentias a "enganar" vá mentir mas com lógica, os teus próximos?
B': Mal, pessimamente. Odeio mentir, ainda por cima a pessoas tão importantes na minha vida, e sobre um assunto tão importante na minha vida. Ninguém devia ter de mentir sobre quem é, é sempre mau.

 Achas que os media deviam de abordar estes assuntos? Sabes que essas revistas têm rubricas do tipo : maneiras de engatar o tal rapaz? Achas que seria útil ou não?
B': Claro. Os media tem muita força nas mentalidades da sociedade actual. O recente caso dos morangos com açúcar, que voltaram atrás com a decisão de passarem um beijo entre dois rapazes, tem consequências muito graves na vida dos jovens homossexuais.
Os media deviam de pensar nisso, e verem que tem uma oportunidade de quebrar barreiras dos preconceitos.

  Afirmas a expressão: santa de corpo, selvagens de pensamento?
B': É.... infelizmente....

 Sentes que os homossexuais têm-se de destacar para ser ouvidos?
B': Infelizmente neste momento ainda têm. Alguém que seja homossexual e faça a sua vida normalmente sem esconder isso, tem de ser muito bom a fazer o que faz, se não é logo posto de parte. É verdade que acontece cada vez menos, mas ainda há áreas em que é frequente. A homofobia nestes casos é como o racismo. Na teoria são muito correctos, mas na prática as coisas não são assim tão claras.

 Sentes que te tens esconder para ser aceite na sociedade?
B': Sinto. Provavelmente não tenho de me esconder, mas o medo de não ser aceite é mais forte que isso. Aos poucos e poucos vou revelando quem realmente sou, mas se não sentisse essa necessidade para ser aceite, faria a minha vida normalmente, até porque sou uma pessoa normal, igual a todas as outras. Não estou a dizer que a sociedade não me "aceitaria", mas o medo de correr esse risco ainda é grande.

A disciplina educação sexual mudará alguma coisa?
B': Claro, na minha opinião a disciplina de educação sexual terá muitos benefícios. Entre eles a destruição destes mitos e preconceitos em relação à homossexualidade. Fará com que as pessoas vejam a homossexualidade como uma coisa tão banal como os heterossexuais. Assim como destruirá muitos outros tabus em relação à sexualidade.

 Deviam de apostar na cultura?
B': Sim, mas de uma forma natural. Novelas juvenis deviam mostrar casais de pessoas do mesmo sexo, uma vez que tentam representar a realidade, os filmes também são uma boa forma. Todas áreas em contacto com as populações são boas para apostar em quebrar preconceitos e formar uma sociedade mais pluralista.
 
 O que sentes em relação aqueles que te julgam?
B': Sinto pena por serem assim. Odiarem com tantas forças outro ser humano por puro preconceito, só me faz ter pena desses, porque são pessoas com graves problemas.

 Sabendo que a tua família é unida deu-te mais à vontade ou mais receio? Tinhas medo de os desiludir, ou que estes te abandonassem?
B': Saber que a minha família é unida deu-me mais à vontade de deixar de esconder quem sou. Sempre me deram um mundo perfeito, e achei que ia continuar a ser assim. Por isso nunca tive medo que me abandonassem, não do género expulsarem-me de casa. E não tinha medo de os desiludir porque eu não estou a fazer mal nenhum, eu sou quem sou e tenho orgulho em ser quem sou.
Tinha um grande medo que eles me desiludissem. Que eles reagissem como se eu fosse uma desilusão.

 Acreditas que a tua mãe já soubesse?
B': Acredito que o meu pai já soubesse. Ele já me tinha visto com a mulher que amo, e por muito boa que eu consiga mentir, não consigo fingir que não amo alguém, há sinais como o olhar impossíveis de fingir. A minha mãe nunca a tinha visto, por isso só desconfiava que eu namorava com alguém.




Agradeço novamente e se há dúvidas faz favor de tirar...

Não te atrevas a irritar-me às 2 da manha

Não sei se eles nos compreendem ou se esforçam a faze-lo, mas a verdade é que se eles não existissem tudo era mais limpo, cheiroso e calmo. Seram eles só um objecto de decoração tal como nós? Claro que não, eles são e seram sempre aqueles que fazem história, pois caso contrário, ainda somos violadas, queimadas, mutiladas ou até mesmo mortas. 
Já é tempo de modernizes, nós mulheres temos que nos destacar, temos que mostrar que valemos alguma coisa. Não somos só um corpo, não somos só um objecto sexual, não somos escravas. NÓS SOMOS MULHERES E DEFENDEMOS OS NOSSO VALORES.
Ao sermos materialistas, talvez o estejamos a ser para chamar a atenção do oposto, mas eles nem têm intelegência para tal.
Revoltem-se, eles engravidam-nos e deixam-nos. Eles traem e dizem que nos amam. ELES BATEM BEM? 
Dizem sermos nós o problema, bem neste aspecto preciso de alguma recolha de material, mas aviso que haverá um post só com os pós e contra dos homens e das mulheres, queres me ajudar? Participa sê pensativa e crítica .

Este ano vou dispensar:

Não estou com paciência, a sério! Estou relativamente farta dos dramas dos outros, pois ao que parecem precisam sempre de alguém para os resolver, resolvam vocês ok? Também tenho os meus, e eu estou de férias das quais ainda não desfrutei nada porque ando a resolver os dramas dos outros, em vez de tratar de mim. Deixo de ser a madre Teresa para uma Júlia Pinheiro histérica ( sem ofensa), estou rabugenta e sem vontade nenhuma para estar neste mundo online, porque mal entro dizem: O MEU NAMORADO TRAIU-ME, ou EU NÃO SEI O QUE FAZER À MINHA VIDA.  Epah podem sempre desabafar, mas não chatear! Escrevo este post para perceberem que eu não tenho com quem desabafar, porque vocês falam comigo, e mal eu começo a dizer preciso de descarregar, NÃO VOS INTERESSSA. Pois muito bem, como também este ano tenho que ir a praia. NÃO QUERO. Vou para Mirandela e acabou-se, já que só me querem aqui para proveito próprio, vou eu bazar para aproveitar de mim. Não quero magoar ninguém, mas como não me ouvem, passam a ler-me.

Nada mais acrescento.

P.s: Há coisas bem piores...

Só me dá vontade de rir

Sim, não tenho mais nada para fazer, sem ser descobrir umas verdades e tal.
Não foi nem os Beatles nem pouco menos os gato fedorento mas sim Claude François.








Ter vergonha?!?

 Mas o melhor é mesmo estes sons aqui, alguns são forçados, mas outros não há explicação.




Mas os que merecem  prémio são:








Nos primeiros segundos ele diz: cavalinho na feira a comer?



Estes portugueses quando não têm nada para fazer, inventam, o pior é que dá resultado. E quando há pessoas que procuram estas coisas, ainda conseguem ser piores. Obrigado a Sr. Andreia.